Qual a relação entre sexualidade feminina e cannabis? – FAVO TECNOLOGIA DE HORTAS AUTOMATIZADAS LTDA.

Qual a relação entre sexualidade feminina e cannabis?

A sexualidade feminina e a cannabis são assuntos naturais que se complementam, mas que ainda são estigmatizados pela sociedade.

Um estudo feito na faculdade de Stanford nos Estados Unidos, entrevistou um grupo de mulheres através de questionários distribuídos em lojas específicas para cannabis que contava com seis categorias: desejo, excitação, lubrificação, orgasmo, satisfação e dor, a fim de avaliar sua atividade sexual. O resultado desses questionários, indicou que as mulheres que fazem o uso da planta regularmente têm resultados sexuais mais satisfatórios.

A sexóloga americana Ashley Manta, criou em 2014, o CannaSexual, um projeto que visa ensinar por meio de workshops, usos variados para a cannabis com a finalidade de explorar o lado sexual. De acordo com ela não se trata sobre “ficar doida e se jogar na cama”, mas sobre beneficiar-se das possibilidades que a sexualidade e a cannabis trazem juntas. Ashley também diz que o uso da erva alivia dores, reduz a ansiedade e o estresse, tornando o momento mais prazeroso para as mulheres.

Apesar de ainda não termos muito conhecimento sobre os efeitos que o sistema endocanabinóide tem em relação ao desejo sexual, sabemos que a planta tem um papel considerável para ajudar a explorar a sexualidade, além de que os receptores endocanabinóides estão muito presentes em partes do corpo ligadas a reprodução. A erva está associada com a vasodilatação, que nada mais é do que a expansão dos nossos vasos sanguíneos para melhora da oxigenação das células, que no sistema reprodutor feminino, age nas membranas mucosas da vulva e da vagina, o que dá início a produção natural de lubrificação.