Iniciando no cultivo – Parte 2 (Materiais)

Depois de montada a estrutura da sua horta, seja em vaso ou em canteiro, é hora de pôr a mão na terra! Se você ainda não viu a Parte 1 desse post, confira aqui.

Você vai precisar de:

Pedrinhas para drenagem

Você pode usar brita, argila expandida ou cacos de telha, para colocar no fundo do vaso ou canteiro. A ideia aqui é deixar um espaço para fácil escoamento da água. Se estiver usando vasos, garanta que os furos de baixo do vaso estejam desobstruídos.

Separação entre o material de drenagem e o substrato

Você pode usar manta de drenagem, ou um a dois dedos de areia grossa para este fim. Essa camada impedirá que o substrato escoe junto com a água da irrigação e entupa os furos de escoamento.

Substrato

Cada planta tem necessidades diferentes, e você deve compor o solo pensando em quais plantas você deseja plantar. Mas basicamente um bom substrato é composto de 4 elementos, que podem vão mudando suas proporções de planta para planta: Terra vegetal, húmus de minhoca, areia grossa, composto de nutrientes.
A terra vegetal é a base do nosso composto.
O húmus de minhoca é o que deixa o solo rico com nutrientes essenciais, como NPK e zinco, obtidos de maneira natural.
A areia grossa serve para impedir a compactação do solo, e para drenar a água.
O composto de nutrientes entra como uma adubação extra, que depende muito da planta. Pode ser utilizado esterco de aves (rico em nitrogênio), no caso de folhosas, farinha de ossos, no caso de frutíferas. Tem um monte de opçòes pra serem usadas aqui.

Cobertura seca

É interessante cobrir a terra com palha seca, folhas secas, serragem, casca de pinus ou alfafa. Cobrindo o solo você mantém a umidade, evita sua compactação e ajuda a prevenir o aparecimento de plantas concorrentes, pragas e doenças.

Para facilitar, veja as as proporções do substrato que a Favo usa para folhosas e temperos em geral, que dá super certo!

Agora é só plantar as suas plantas preferidas, e cuidar bem delas! É uma terapia pra mim  ver minhas plantas crescerem, cuidar delas, e depois finalmente, utilizá-las em receitas, ou em chás. Tenho certeza que se você se aventurar nesse mundo também irá se apaixonar.

Podem mandar suas dúvidas, falhas e sucessos no cultivo aqui no blog da Favo, que vamos adorar te ajudar.

Você se esquece de regar suas plantas? Conheça nossas soluções aqui.

Raissa Yamasaki

Raissa Yamasaki

Diretora Financeira em Favo
Graduanda em Engenharia Eletrônica, aspira a um mundo onde a tecnologia é usada apenas para o bem das pessoas. Ama música e acredita que a cura tem nome de comida, e não de remédio.
Raissa Yamasaki
Compartilhe isso:
Posted in Dicas and tagged , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *